12 de agosto de 2013

Desejado... e Realizado (II) - Pequeno Artista

Para além da nossa visitinha à praia este fim de semana fizemos algumas coisas que estavam pendentes de realização.

Num post há cerca de 6 meses atrás falei de uns kits : Baby Art. Na altura fiz os pézitos e as mãozitas e tinha planeado fazer ao ano e depois aos 2, e assim por diante. Não foi bem aos 12 meses, mas foi hoje com 13 meses que fizemos.
Tenho a dizer que pensei que poderia ser mais fácil já que ele é mais pesado (para marcar o pé), já comunica,... mas nem por isso! Foi bem mais difícil! Ele no final eu queria fazer mais «mãozitas» e ele simplesmente dizia NÃO e fechava o punho............. vai me dar «pano para mangas» este rapaz :))))))))))
Fizemos um pé e mão! Já não está mal!
O próximo projeto será o kit também da Baby Art que o T e a P ofereceram para fazer um quadro com as fotos em retrospetiva do 1º ano e o pézito ou mãozita :)))))))))


Mas também, uma vez mais, o JB foi mimado pela tia Jão com um presente super original! Fiquei fã!
Mais uma ferramenta para que ele aprenda a expressar-se com as artes, para que desenvolva a sua criatividade e a sua expressão artística. Hoje o JB fez o seu primeiro desenho :))))





Digam lá que não é super giro: marcadores para bebés! Giotto bebè egg  (comprar Giotto bebè egg)
Existe no desenvolvimento motor das crianças 3 fases:
primeiro agarram com a palma da mão, depois com a mão fechada até que conseguem agarrar com os dedos. É por isto que estes marcadores também são tão especiais para além de ser engraçado o facto de ser um rato, é também adequado para que eles de uma forma natural, quase intuitiva comecem a usa-los já que anatomicamente é fácil e  natural nesta fase. Tem inclusivamente umas rodinhas para que seja fácil deslizar e eles se entusiasmem com as linhas que vão desenhando. Acabam por ser um estimulo para este primeiro contacto com o desenhar e colorir.



São recomendados a partir dos 18M - ainda que eu obviamente já os esteja a «apresentar» ao JB que está com 13M. Não são tóxicos e é lavável facilmente do corpo (comprovado com as pernocas e mãos do JB).


Como reagiu ele? Ainda que passados 2 riscos a tendência é levar tudo à boca e aí temos de recomeçar tudo de novo - Amou!


Não posso deixar de partilhar a dedicatória tão bonita que acompanhava o presente e que guardarei para que um dia o JB perceba o privilégio que teve em relação ao carinho que quem o rodeia lhe tem.
É muito bom e sou muito grata por este privilégio de ter pessoas à minha volta cujo interesse no JB é genuíno e que cada uma dessas pessoas à sua maneira, nos seus momentos, têm sido - e acredito continuarão a ser - um ponto de apoio, de inspiração ou mesmo de ação para ajudar a que a educação dele seja na sua essência a melhor e a mais completa, que seja principalmente uma educação com muito amor, multicultural e com visões e energias diferente de forma a que ele cresça preparando-se para uma vida de conquistas e frustrações, alegrias e tristezas, como um ser humano completo, um homem sensível e sincero, inteligente, lutador, humano.
Acredito que o facto de ser uma mãe «velha» leve a que também quem me rodeia já tenha uma maturidade que leva a esta partilha, assim como a minha própria vivencia - dentro dos meus princípios e valores que naturalmente são os que quero transmitir ao meu filho - me leva a ser menos possessiva e mais «aberta» a que o mundo influencie (positivamente) o meu filho... afinal de contas como diz Saramago eles não são nossos, são apenas um empréstimo, o privilégio de um empréstimo, que a Vida nos faz.

Para já a estratégia é simples: muito amor e acompanha-lo a descobrir e a crescer.





Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares